OBS e Lightstream acusaram a Streamlabs de copiar elementos usados por ambas as marcas na comunicação oficial delas, o que poderia configurar plágio. Um dos resultados imediatos da polêmica foi a remoção de "OBS" da marca "Streamlabs OBS", mas outros desdobramentos são possíveis para o futuro próximo.

Conforme publicado pelo Kotaku, tudo começou quando a equipe responsável pelo Lightstream fez uma publicação no Twitter acusando o Streamlabs de copiar toda a estrutura textual do site usado oficial do Lightstream. Não demorou até que outras empresas manifestassem o próprio descontentamento com atitudes tomadas pelos responsáveis pelo Streamlabs.

"Próximo ao lançamento do SLOBS, o Streamlabs entrou em contato conosco para falar sobre o uso do nome OBS. Pedimos, respeitosamente, que eles não fizessem isso. Eles fizeram mesmo assim e deram sequência registrando a marca. Tentamos solucionar isso no privado, mas eles não cooperaram em ocasião alguma", consta em publicação no Twitter oficial do OBS.

Streamlabs, ou Streamlabs OBS, é um software de transmissão ao vivo que roda na nuvem e foi criado a partir do código aberto do OBS, que também é um software de gravação e transmissão ao vivo (totalmente gratuito). Embora a versão básica do Streamlabs seja gratuita, a marca também oferece serviços pagos, tendo fechado parcerias com a Twitch e o streamer Pokimane ao longo da história.

Muitas pessoas sequer sabiam que as duas empresas não tinham ligação alguma. Streamlabs OBS e OBS podem até se confundir no nome — uma estratégia que, aparentemente, pode ter sido usada propositalmente pela equipe do Streamlabs —, mas são entidades totalmente independentes uma da outra.

Em publicação no Twitter que confirmava a remoção de "OBS" do nome "Streamlabs OBS", a equipe reforçou que assumirá "responsabilidade pelos próprios atos".