Há muito mais o que se comemorar sobre Pokémon do que o vigésimo aniversário da franquia, que lançou seus primeiros games no mercado, Pokémon Red e Blue, em 27 de fevereiro de 1996. Em duas décadas, a série de colecionar monstrinhos da Nintendo vendeu muito (cerca de 277 milhões de unidades até setembro do ano passado) e é um dos casos mais emblemáticos de um jogo que ultrapassa as fronteiras de seu meio e se torna um dos ícones da cultura pop.

Game Boy

None

Para começar, Pokémon jamais teria sido o que foi sem o aparelho para o qual foi desenvolvido. O portátil da Nintendo era o habitat perfeito para a franquia, com sua facilidade de transporte e o Cabo Link, que permitia trocas de monstros e batalhas entre os jogadores - duas funções que tornavam o game um dos mais sociais de sua época.

Apelo colecionável

None

Sejamos sinceros: o ser humano gosta de acumular coisas e Pokémon sabe apelar para o nosso instinto de colecionador como poucos, já cravando a missão de pegar todos os monstrinhos como objetivo principal do game desde o começo.

Monstros carismáticos

None

Não bastasse o apelo colecionável, a Nintendo acertou em cheio com visuais carismáticos e marcantes em vários de seus pokémons. Nós não ficamos apenas com vontade de pegar todos, como também elgemos rapidamente os nossos favoritos.

Evoluções

None

Outra sacada de mestre de Pokémon é introduzir o conceito de evolução das espécies como mecânica de progressão de níveis. À medida que seu monstro fica mais forte, ele se torna mais ameaçador (na maioria dos casos) e aprende técnicas mais poderosas.

Anime

None

Muito embora o jogo de Pokémons seja um produto completo por si só, o sucesso absoluto veio após o surgimento do anime, que soube traduzir este espírito de coleção, competição e criação dos games e catapultou a fama da marca para todo o mundo.

Produtos derivados

None

Entretanto, a Nintendo não ficou apenas no game e no anime: Pokémon é um exemplo marcante de sucesso em diversos produtos derivados, como a linha de cartas competitivas Pokémon TCG (foto), uma febre à parte dentro do mundo dos monstrinhos colecionáveis.

Inovações

None

Muitos podem discordar, mas, mesmo após o sucesso estrondoso do anime, a Nintendo não se acomodou: na série principal de games lançados nos portáteis, a fabricante sempre trouxe novas funcionalidades, novos monstros, cenários e mecânicas que mantiveram a franquia no topo.

Para celebrar os vinte anos de Pokémon, o Omelete organizou um especial que relembra alguns dos marcos da saga nascida da obsessão do game designer Satoshi Tajiri por colecionar insetos. Neste primeiro de uma série de artigos, enumeramos sete motivos que explicam por que esta é uma dos marcas mais bem-sucedidas da indústria de games de todos os tempos.

Você concorda com a lista? Para você, o que explica o sucesso de Pokémon? Deixe seu comentário!