O apelo de jogos de esporte está, em grande parte, em fazer com que o fã daquela modalidade se sinta parte daquele universo. A princípio, isso significou uma fidelidade mecânica cada vez maior. Fazer as mesmas jogadas que vemos na televisão todo fim de semana é o primeiro passo, mas logo depois veio a fidelidade tática (escolher a formação, substituir jogadores) e com a melhoria de hardware, a fidelidade visual.

Madden NFL 19 parece ser uma espécie de culminação disso tudo. Celebrando 30 anos da série que começou com John Madden Football em 1988, o jogo procura, em cada detalhe, reproduzir a experiência do universo do futebol americano da maneira mais fidedigna possível. 

Seguindo o padrão estabelecido ano passado em Madden 18, ele leva essa imersão a novos níveis com os diferentes estilos de gameplay e o modo história, Longshot, que, num nível narrativo, continua entre os mais cativantes dos jogos de esporte. Seja nos comentários e narração cada vez mais perfeitos, seja no visual dentro de campo, o jogo se preocupa com o espetáculo tanto quanto a própria NFL e os canais de televisão responsáveis por transmitir o Sunday Night Football, o programa esportivo semanal mais popular dos Estados Unidos.

Três jogos em um

Uma das melhores adições que Madden NFL 18 trouxe foram os três estilos de gameplay diferentes - Arcade, Simulação e Competitivo, que afetam de maneiras significativas a forma como o jogo é jogado. Madden NFL 19 segue esse caminho, refinando-o em pequenos aspectos que ajudam a distinguir ainda mais as opções.

No Arcade, temos o gameplay clássico de Madden. Fatores aleatórios como drops e contusões ainda estão presentes, nem toda recepção é garantida, mas vários erros serão perdoados porque, afinal de contas, você está num videogame. Um passe mal feito não necessariamente resulta numa interceptação ou num drop. Pessoas que jogam Madden há anos ou são fãs casuais de futebol americano vão preferir esse estilo, já que ele segue o que é esperado da série e equilibra bem os aspectos realistas e de puro entretenimento da franquia.

Madden NFL 19
EA Sports/Divulgação

Já o modo Simulação procura deixar Madden o mais realista possível. Seu passe precisa sair com a intensidade certa, e um profundo conhecimento de formações e rotas de recebedores é necessário para jogar bem. Esse é o estilo que diminui o “fator videogame”, valorizando mais o cansaço e fadiga, colocando contusões e faltas no mesmo nível da verdadeira NFL, por exemplo. Agora, mais precisão é necessária, e um passe mal feito na direção de um bom defensor sem dúvida resultará num turnover. Para quem busca uma experiência que representa o que vemos na TV aos domingos, esse é o caminho.

Por fim, há o Competitivo, no qual os fatores aleatórios são diminuídos. Um passe bem feito para um recebedor livre tem 99% de chance de ser recebido, enquanto um defensor com boas estatísticas tem grandes chances de interceptar uma bola caso ela venha em sua direção. Para quem quer jogar Madden como um eSport, esse é o caminho.

Tudo isso significa que Madden NFL 19 acaba virando três jogos em um, o que traz duas qualidades para o jogo. Primeiro, o título passa a ser mais atraente para diferentes tipos de jogadores, daquele que acompanha a temporada toda semana mas não conhece profundamente as táticas, até o mais estudioso que memoriza formações e sabe as rotas de cabeça.

Mas Madden também se torna um jogo mais flexível para todos os jogadores. Em certos momentos, eu queria apenas me divertir e fazer passes longos e arriscados numa partida com muitos touchdowns, então ia de Arcade. Em outros, eu queria testar meu conhecimento do esporte e focar 100% em cada micro-decisão, então era hora da Simulação. E se eu queria esquecer o fator realismo e tratar Madden 19 como um videogame competitivo, essa opção também estava lá.

Madden NFL 19
EA Sports/Divulgação

Dentro de cada estilo também há melhorias mecânicas pontuais, como mais controle, utilizando os analógicos, no movimento e cortes que o jogador carregando a bola pode fazer. Ao me dar diferentes formas de experimentar esse futebol americano virtual, a EA Sports garantiu mais razões para querer jogar Madden. Ele pode ser uma diversão casual ou um verdadeiro simulador, tudo depende do tipo de experiência que eu quero ter.

Construindo a atmosfera

Esses estilos de gameplay fazem parte da grande missão do jogo, construir uma atmosfera que te coloque dentro da indústria do futebol americano. Com o modo história Longshot, que ganha em Madden 19 seu segundo capítulo, essa construção passa a ser feita das sextas à noite nas pequenas cidades com times de High School até os mais altos níveis do profissional.

Longshot é o melhor exemplo dessa construção de atmosfera. O modo história entende o espírito do esporte, seu valor pessoal e o status que ele dá para quem o joga. Nos EUA, futebol americano é cercado por uma cultura semelhante a do serviço militar, seja para o bem, com o sentimento de irmandade e sacrifício, seja para o mal, com figuras que abusam da autoridade e o custo que isso traz para o corpo.

Madden NFL 19
EA Sports/Divulgação

O modo história captura bem isso. É fato que há vários clichês de esportes (especialmente futebol americano) na narrativa, mas eu não acho que isso é um grande problema aqui. O objetivo de Longshot e te colocar dentro de um enredo clássico de superação esportiva, e os clichés, por mais previsíveis que sejam, garantem que você vai mesmo se sentir como parte desse universo. Tudo que você espera encontrar numa jornada desse tipo, como o técnico duro mas inspirador, estão lá. 

Nem tudo são flores em Longshot, entretanto. O segundo capítulo tirou as escolhas estilo-Telltale que estavam em Madden NFL 18, e isso diminuiu a agência do jogador sem compensar com uma qualidade narrativa maior.

Mas o objetivo da Electronic Arts ainda se cumpre. A desenvolvedora não tem a missão de contar uma história nível Naughty Dog, mas quer que você se sinta como um jogador colocando o capacete e indo para a batalha. Isso também é visto nos menores detalhes do jogo, que vão além do modo história, como a narração e comentários que cada vez menos parecem falas gravadas anteriormente, e cada vez mais dão a sensação de serem reações genuínas à partida sendo jogada. 

Em nível narrativo, Madden NFL 19 continua entre os mais cativantes dos jogos de esporte

A fidelidade visual também é espetacular. Futebol americano nunca foi tão bonito nos jogos, com animações e gráficos que beiram a perfeição. Entretanto, como muitos jogos de esporte, ainda há uma clara diferença entre o que acontece dentro do campo (ou quadra, ou pista) e a arena ao redor. A torcida e o estádio muitas vezes parecem ter sido feitos na pressa, sem a mesma atenção a detalhe. Mas isso é algo pequeno e, sem dúvidas, não atrapalha a experiência.

E essa é a palavra para descrever o que Madden NFL 19 procura ser. Uma experiência esportiva virtual completa. O modo Ultimate Team oferece ótimas oportunidades para retornar ao jogo e continuar jogando mesmo após concluir o modo história, modo franquia e outras opções, mas tudo segue uma mesma visão, e agora, 30 anos depois do primeiro Madden, está claro que a série, para fãs de futebol americano, só não é melhor do que realmente jogar o esporte.

Madden NFL 19 está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC (Origin). O jogo foi testado em um PlayStation 4. Clique no nome das plataformas para conferir o preço em sua versão digital.

Nota do crítico