Sony Santa Monica

TGA: Os vencedores mais polêmicos do evento

Por Helena Nogueira

Com o propósito de celebrar os méritos da indústria de jogos, o The Game Awards condecora os destaques do ano. Porém, não é sempre que os premiados vão de acordo com a expectativa do público.

The Game Awards

Por isso, algumas vitórias inevitavelmente ficam envoltas em críticas e, nesta lista, o The Enemy relembra os vencedores mais polêmicos do evento. Qual deles você acha o mais polêmico?

Sony Santa Monica

OVERWATCH

Overwatch teve impacto sísmico no mercado quando chegou, em maio de 2016. Com um excelente multiplayer envelopado em narrativa cinemática, é inegável que o game mereceu ser mencionado entre os melhores do ano, ao lado de single-players triplo A.

Activision Blizzard

Isso não impediu, porém, que a vitória como Jogo do Ano se tornasse a mais criticada na história da premiação. Além de ser o único multiplayer da disputa, o jogo da Blizzard tirou a estatueta de Uncharted 4: A Thief’s End, lembrado até os dias atuais como um dos exemplos mais notáveis de jogo de aventura. 

Naughty Dog

DEATH STRANDING

Apesar de não ter angariado o prêmio mais importante da noite, Death Stranding teve presença significável no The Game Awards 2019. O jogo de estreia da Kojima Productions foi o líder de indicações, com 10 no total, das quais conquistou a estatueta de Melhor Direção, Trilha Sonora e Performance. 

Kojima Productions

Por mais que seja, sim, um jogo com méritos notáveis, a relação próxima entre Hideo Kojima e Geoff Keighley abriu margem para críticas. Mais ainda, Death Stranding foi indicado a categorias que não necessariamente eram seu forte – a exemplo da trilha sonora e direção de arte. 

Kojima Productions

THE LAST OF US PARTE 2

Sequência que não agradou parte vocal dos jogadores, era de se esperar que The Last of Us Parte 2 fosse tema de polêmica no The Game Awards. Dito e feito, o jogo foi duramente criticado pelo número alto de indicações e vitórias.

Naughty Dog/Sony

Indicado em 11 categorias, Parte 2 terminou a noite com 7 vitórias, incluindo Melhor Direção e Jogo do Ano. No primeiro caso, a decisão foi criticada por se tratar de um jogo que acumulou denúncias de crunch, que evidencia má direção e gerenciamento de equipe. Em relação a Jogo do Ano, TLoU ficou com a estatueta que poderia pertencer a Ghost of Tsushima.

Sucker Punch/Sony

God of war

Por fim, a vitória que mais dividiu o público aconteceu no The Game Awards 2018: o reconhecimento do reboot de God of War como Jogo do Ano no lugar de Red Dead Redemption 2. 

Sony Santa Monica

Apesar de se equipararem em termos de narrativa, RDR2 inegavelmente possui uma escala maior, oferecendo uma das experiências mais realistas dos games com inúmeras side quests e mundo aberto expansivo.

Rockstar/Sony

God of War, obviamente, é um jogo icônico por seus próprios méritos, mas essa disputa entre gigantes rendeu muitas discussões antes e após a premiação.

Sony Santa Monica

A cerimônia do The Game Awards acontece em 7 de dezembro com transmissão ao vivo e cobertura em tempo real pelo The Enemy. Se liga na lista completa de indicados deste ano:
QUEM VAI VENCER?

The Game Awards