Após anunciar seu retorno ao mercado brasileiro em junho do ano passado, a Xiaomi está estudando fabricar alguns de seus smartphones no país, afirmou Luciano Barbosa, responsável pela operação da empresa no país.

Em entrevista ao Mobile Time, Barbosa afirmou que a Xiaomi está avaliando a possibilidade através de um estudo que deve ser concluído até o final de maio. "Se houver convergência em certos modelos, poderemos produzir localmente", afirmou.

O executivo destacou, no entanto, que o estudo é "bem pé no chão" e que, se confirmada, a produção brasileira seria feita de forma gradual. "Não moveria todo o meu catálogo para produção local do dia para a noite, mas gradativamente", explicou.

Ainda assim, Barbosa não descarta que a fabricação local possa começar ainda este ano, caso o estudo da empresa mostre a necessidade de produção local.

Depois de uma tentativa frustrada, a Xiaomi voltou a operar no país em 2019 através de uma parceria com a DL Eletrônicos. Desde então, a companhia trouxe 14 modelos de smartphones ao país, todos importados, apesar de ter apostado em duas lojas físicas, ambas em São Paulo.