Uma das séries mais populares de celulares da primeira metade dos anos 2000, o Motorola Razr deverá voltar ao mercado pelas mãos da Lenovo – empresa que detém os direitos da divisão mobile da Motorola.

Citando fontes próximas ao tema, uma reportagem do Wall Street Journal  publicada nesta quarta-feira (16) indica que o Razr será relançado como um novo smartphone de display dobrável em parceria com a operadora Verizon – bem diferente do flip phone original, lançado há mais de uma década.

O modelo também deverá chegar ao mercado com um preço bastante salgado, de US$ 1,5 mil – ou cerca de R$ 5,5 mil, em conversão direta. Testes com o smartphone já estariam sendo realizados e a expectativa é que ele chegue já em fevereiro.

No começo deste ano, um registro de patente já apontava que a Lenovo tinha planos de reviver a marca Razr com um dispositivo de display dobrável.

A expectativa é que a Lenovo fabrique cerca de 200 mil unidades do novo Razr, o que sugere que ele será um produto de nicho. Lançado em 2004, o Razr V3 vendeu mais de 130 milhões de unidades ao redor do mundo.