A partir desta semana, o Facebook começará a banir conteúdos relacionados a nacionalismo branco e separatismo branco postados na rede social ou no Instagram, revelou a empresa através de um post em seu blog oficial.

O banimento significa que os temas serão tratados como já são posts de supremacia branca, e qualquer "louvor, apoio e representação" de nacionalismo ou separatismo brancos serão removidos a partir da semana que vem.

"É claro que esses conceitos estão profundamente ligados a grupos de ódio organizados e eles não têm lugar em nossos serviços", escreveu a empresa.

Segundo a empresa, esses tipos de postagens não eram caracterizados como discurso de ódio por conta do conceito amplo de nacionalismo e separatismo – até então, o entendimento é que coisas como "orgulho Americano" e "separatismo basco" são temas "importantes" para a identidade de alguns usuários.

Nos últimos meses, no entanto, a empresa promoveu discussões junto a organizações da sociedade civil e especialistas e determinou que não é possível separar o nacionalismo branco e o separatismo branco da supremacia branca, o que colocaria os dois temas dentro da classificação do Facebook de Indivíduos & Organizações Perigosas.

"A partir de agora, ainda que pessoas ainda poderão demonstrar orgulho em sua herança étnica, não toleraremos elogios ou apoio ao nacionalismo e ao separatismo branco", indicou a companhia.

Além de coibir a disseminação deste tipo de conteúdo, o Facebook passará a redirecionar usuários que buscam ou compartilham posts sobre esse tema para conteúdos focados em ajudar pessoas a deixarem grupos de ódio.

"Infelizmente, sempre haverá pessoas que tentam desafiar nossos sistemas para espalhar o ódio. Nosso desafio é ficar à frente, continuando a melhorar nossas tecnologias, desenvolvendo nossas políticas e trabalhando com especialistas que possam reforçar nossos próprios esforços".