Brian Krzanich, CEO da Intel, deixou oficialmente o cargo nesta quinta-feira (21) após a revelação de que o executivo manteve um relacionamento consensual com uma funcionária no passado.

Em um comunicado divulgado hoje, a empresa indica que foi recentemente informada do relacionamento mantido pelo executivo e que a prática vai contra as regras internas da organização, que impedem a prática.

"Dada a expectativa de que todos os funcionários respeitem os valores da Intel e que adiram ao código de conduta da empresa, a diretoria aceitou a renúncia de Krzanich", informa o comunicado.

Além da posição de CEO, Krzanich deixará sua posição no conselho de diretores da empresa. Uma investigação interna sobre o caso também foi aberta.

Robert Swan, diretor financeiro da Intel, assumirá a posição interina de CEO. A empresa, no entanto, já busca um novo nome para ocupar a posição.