Nesta terça (16), o cofundador da Microsoft, Paul Allen, faleceu aos 65 anos vítima de linfoma de Hodgkin.

Hoje (17), Bill Gates, que fundou a gigante de tecnologia ao lado de Allen, publicou um texto em seu blog oficial prestando homenagem a seu amigo e parceiro de negócios.

“Eu conheci Paul na 7ª. série, e isso mudou minha vida”, escreveu.

Gates lembrou da juventude na escola com Paul, e como a introdução de computadores levou a dupla para o caminho de sucesso.

“Paul previu que computadores transformariam o mundo. Mesmo no colegial, antes de qualquer um de nós saber o que era um computador pessoal, eles estava prevendo que chips ficariam super-poderosos e levar à ascensão de uma nova indústria. Esta perspectiva dele foi o pilar para tudo o que fizemos juntos.”

“Na verdade, a Microsoft nunca teria acontecido sem Paul”, revelou. “Em dezembro de 1974, ele e eu estávamos vivendo da região de Boston - ele trabalhando, e eu indo para a faculdade. Um dia ele chegou e me puxou, insistindo que eu corresse para uma banca próxima com ele. Quando chegamos, ele me mostrou a capa da edição de janeiro da Popular Electronics. Ela mostrava um novo computador chamado Altair 8800, que funcionava com um novo e poderoso chip. Paul olhou para mim e disse: ‘Isto está acontecendo sem a gente!’. Aquele momento marcou o fim da minha carreira universitária e o início de nossa nova companhia, Microsoft. Isso aconteceu por causa de Paul.”

O bilionário também relembrou várias das paixões que Allen compartilhou com ele, desde Jimi Hendrix até esportes, com os dois assistindo a uma partida do time de basquete Portland Trail Blazers - do qual era dono - e explicando a Gates todos os aspectos do jogo.

“Quando penso em Paul, lembro de um homem passional que se importava com sua família e amigos. Também me lembro de um brilhante tecnologista e filantropo que queria realizar grandes feitos, e conseguiu.”

“Paul merecia mais tempo de vida. Ele aproveitaria ele ao máximo. Eu vou sentir muita falta dele.”