Após críticas e  cartas abertas sobre a estrutura do BIG Festival, desenvolvedores independentes anunciaram a criação de seu próprio evento, o Glitch Mundo.

Marcado para acontecer em paralelo com o BIG, entre os dias 25 de junho a 1º. de julho, o Glitch Mundo promete ser uma celebração à cultura de desenvolvimento de jogos independentes.

“Nós somos os desenvolvedores independentes”, diz o manifesto no site oficial do evento. “Independentes de verdade, que vivem de suor e lágrimas para conseguir pagar as contas do mês. Não somos uma pessoa nem uma panelinha delas. Nós somos um coletivo, um conjunto de mentes diferentes que passaram por jornadas diversas e com um único objetivo:

Nós queremos colocar o coração de volta no desenvolvimento independente.”

“Para isso, vamos coletivamente nos organizar para promover e fortalecer a comunidade. Faremos células pequenas, grandes, encontros, palestras, festas, mobilizações, piquetes, e o que mais for julgado necessário pelos nossos integrantes. Nessa nossa busca, nós não vamos deixar ninguém para trás.”

Em São Paulo, o evento promete uma Mostra de Jogos com 10 títulos - 5 para cada dia - em que visitantes poderão testar os games ao lado de seus criadores. Paralelamente haverá uma Batalha de Ilustradores, em que quatro desenhistas deverão criar sketches baseados em um tema; uma zine de GDDs (Game Design Documents, documentos que elaboram tese e mecânicas) para divulgar diferentes projetos; e uma seção especial para tatuadores, conhecida como Flash Tattoo Day.

Até o momento, o Glitch Mundo terá duas “células” em diferentes cidades, São Paulo e Curitiba. Em São Paulo, o evento acontecerá na hamburgueria DiceZ, enquanto Curitiba terá o evento na aceleradora HotMilk, da PUC-PR. A organização do evento também tem um Discord especial para sugestões de outros eventos e células em outros locais do Brasil.

Para mais informações, confira a página oficial do Glitch Mundo.

 

Glitch Mundo acontecerá entre os 25 de junho e 1º. de julho