De acordo com informações do Mais Esports, Wilton "zews" Prado, o técnico da MIBR, não poderia substituir Marcelo "coldzera" David no Starladder Berlin Major caso o jogador vá para o banco da equipe. Sem um quinto player, o time brasileiro seria desclassificado da competição.

A Starladder afirma que situações assim não se enquadram nos casos de emergência previstos em seu regulamento: se coldzera estivesse com problemas graves, impasses no visto ou algo similar, zews poderia entrar em seu lugar. Entretanto, o jogador está em plenas condições, mas fortes rumores apontam que ele pediu para ficar no banco de reservas da organização.

É importante deixar claro que a Starladder não se pronunciou oficialmente a respeito de coldzera, já que é uma situação hipotética. Os organizadores apenas afirmaram que um jogador querendo sair do time não pode ser caracterizado como emergência.

Reportada inicialmente pelo HLTV.org, a renúncia de coldzera ganhou bastante força após um post feito pelo próprio jogador no seu Instagram. Em alguns comentários, ele afirma que seus companheiros de equipe pediram para que ele não jogasse o Major; a decisão não teria saído dele.

Vale ressaltar que os elencos para o Major, a competição mais importante no circuito de Counter-Strike: Global Offensive, já estão travados. A MIBR não pode inscrever nenhum outro jogador para substituir coldzera; a única possibilidade de seguir na competição seria com o jogador atuando.

Por enquanto, a situação de coldzera não está confirmada. Não houve pronunciamento oficial do time sobre sua possível saída, e ele afirmou em suas redes sociais que explicará o caso assim que a MIBR autorizar.