Pode-se dizer que foi um dia atípico para uma nova MIBR, que surpreendeu adversários desde a sua volta com uma nova formação. Desta vez, a equipe demorou a engrenar nas semifinais da BLAST Premier Fall Showdown contra a perigosa Team Liquid, que não deu chance para o azar: matou a série em 2-0 assim que teve a oportunidade, eliminando os brasileiros do campeonato - e de quebra evitando uma final brasileira entre MIBR e FURIA (que venceu ontem).

Team Liquid 2-0 MIBR
Mapas: Nuke (MIBR) e Dust2 (Liquid)

Escolhendo seu mapa preferido desde a volta, a MIBR encarou uma muralha da Team Liquid, que certamente respeitou os brasileiros e mostrou estudo das rotações e ataques de kNg e cia. O mapa geralmente é favorável ao lado CT, e os americanos se apoiaram neste começo, dropando apenas dois rounds na primeira metade em um mapa dominado por Twistzz, que venceu dois clutches. Na virada, o MIBR correu atrás do prejuízo, mas em pequenas vaciladas a Liquid encontrou os três pontos que precisava, e os brasileiros morreram na praia com 16-11 no placar.

Já na Dust2, escolha estratégica da Team Liquid, a MIBR foi irreconhecível. Após bater a FaZe nas quartas com um lado TR forte, era de se esperar o mesmo contra a Liquid, mas novamente a muralha americana se impôs. Até mesmo Twistzz conseguiu seu terceiro clutch no jogo num after-plant da MIBR no Bomb B, indicativo que realmente não era o dia dos brasileiros. O placar do intervalo foi o mesmo da Nuke, 13-2, e sem qualquer reação na segunda metade. Vencendo o pistol e os dois forçados, a Liquid… liquidou a fatura. 16-2.

Eliminada, a MIBR agora volta as suas atenções para as eliminatórias da Flashpoint Season 2, no qual enfrenta a OG nas quartas de final (o torneio tem dupla eliminação). Já a FURIA vira a representante solitária dos brasileiros na BLAST Showdown, valendo vaga para as finais da BLAST 2020. Confira a agenda:

Domingo, 29/11
12h30 - FURIA vs Team Liquid (Md3)

Terça, 01/12
13h - OG vs MIBR (Md3)