Em um movimento que pode causar mudanças significativas na indústria, a Apple pode revelar em breve detalhes sobre seus planos para adotar processadores customizados ARM em computadores da linha Mac.

Segundo uma reportagem da Bloomberg publicada nesta terça-feira (09), o anúncio deve ocorrer durante a abertura da conferência de desenvolvedores WWDC, no próximo dia 22 de junho.

A ideia é que desenvolvedores tenham tempo para se adaptar às mudanças até o lançamento dos primeiros produtos com os novos chips, o que deve acontecer em 2021.

Rumores sobre planos da Apple de abandonar processadores da Intel começaram a ser ventilados há ao menos dois anos. Os novos chips seriam baseados no processador A14 de iPhones e iPads, e fabricados em parceria com a TSMC.

O movimento daria mais controle da linha de produção de seus computadores à Apple, já que empresa não dependeria mas de uma CPU externa para os dispositivos. 

A expectativa é que isso também permita que a companhia também trabalhe com novos formatos de máquina, incluindo Macs menores, mais leves e mais eficientes em consumo de energia.

Os computadores, no entanto, continuarão rodando o sistema operacional macOS, mas com alguns ajustes para acomodar a nova arquitetura dos chips.

A decisão da Apple tem relação com os problemas de fabricação enfrentados pela Intel no desenvolvimento de novos chips.

Nos últimos anos, a Intel ficou paralisada usando a mesma tecnologia de 14 nanômetros, enquanto rivais como AMD e Qualcomm adotarão tecnologia de 5 nanômetros até 2021.