Há exatos dez anos completados nesta terça-feira (10), a Apple lançava oficialmente a App Store, plataforma de distribuição de aplicativos que ajudou a revolucionar a forma como desenvolvedores entregam seus produtos e serviços mobile para usuários.

Os primórdios da App Store foram humildes – ao ser inaugurada, um dia antes do lançamento do iPhone 3G, a plataforma contava com apenas 500 aplicações disponíveis. Dez anos depois, a loja está disponível em 155 países, com mais de 2,1 milhões de apps e contabilizando mais de US$ 70 bilhões em receitas aos desenvolvedores ao longo da última década.

Mas além de seus números impressionantes, a App Store foi – e continua sendo – uma das grandes responsáveis por definir a forma como usuários interagem com o iPhone, o que, é claro, acabou influenciando todo o ecossistema de smartphones e dispositivos móveis.

Para marcar a data, selecionamos dez aplicativos da App Store que ajudaram a moldar a história do iPhone e do iOS, reunindo aplicações que fizeram história, marcaram a loja ou mudaram a forma como navegamos online.

Instagram

Lançado em outubro de 2010 – originalmente apenas para o iOS –, o Instagram permanece como uma das plataformas de compartilhamento de fotos e vídeos mais populares do mundo – com mais de um bilhão de usuários ultrapassados em junho deste ano.

A importância do Instagram, no entanto, vai bem além dos seus números. Com seus filtros e características sociais, o app ajudou a definir a forma como consumimos mídia nos smartphones e a relação de usuários com marcas e com influenciadores.

Não à toa, o serviço faz hoje parte da família da apps do Facebook, comprado em abril de 2012 por US$ 1 bilhão.

Fortnite

Fortnite ainda pode ser um aplicativo relativamente novo na App Store, mas está é um dos grandes protagonistas de uma nova onda de jogos mobile que está redefinindo a antiga ideia de que games em smartphones só podem ser casuais.

Lançado em abril deste ano para o iOS, o fenômeno do modo Battle Royale arrecadou cerca de US$ 100 milhões em apenas 90 dias e trouxe uma série de novos fãs para a já absurdamente popular franquia.

Lightsaber Unleashed

Os primórdios da App Store foram um período esquisito. Todos desenvolvedores pareciam estar interessados em aplicativos, mas nem todos tinham certeza exatamente do que fazer.

Prova disso é Lightsaber Unleashed, um app que permitia que o usuário criasse seu próprio sabre de luz e desse espadadas virtuais balançando o iPhone – o que fazia o app reproduzir os tradicionais sons da arma.

Apesar de tosco, o app gratuito foi um dos mais baixados da App Store em 2008 e mostra o quanto avançamos quando o assunto é aplicações móveis.

WhatsApp

O iMessage pode ser o app nativo de mensagens favorito de muitos usuários do iOS, mas não há como negar a importância do WhatsApp para o ecossistema de mensagens móveis.

O app foi lançado oficialmente em novembro de 2009 na App Store, em um mundo que ainda era dominado por plataformas como o BlackBerry Messenger, mas logo ganhou popularidade ao redor do mundo, ajudando a transformar a forma como nos comunicamos.

Em janeiro deste ano, o WhatsApp registrava 1,5 bilhão de usuários mensais. O investimento de US$ 19,3 bilhões para a compra do serviço em 2014 pelo Facebook parece bem justificável.

Draw Something

Lançado em fevereiro de 2012, Draw Something é um dos aplicativos que rapidamente viralizou em dispositivos móveis, com mais de 20 milhões de downloads em apenas cinco semanas.

No game online, usuários precisam desenhar objetos para que outros amigos adivinhem, ganhando pontos no processo.

Por conta da febre que gerou, o app chegou a ficar 38 semanas no topo da lista de aplicativos gratuitos mais baixados da App Store. O app foi comprado pela Zynga por US$ 180 milhões.

Super Monkey Ball

A Sega foi uma das primeiras empresas a embarcar na App Store com um jogo, anunciando o port de Super Monkey Ball para o iPhone já no evento de apresentação da loja de aplicativos, na conferência WWDC.

O jogo ficou conhecido por ser um dos primeiros a usar o giroscópio do iPhone como controles de movimento e trazia mais de 100 fases para os usuários.

Snapchat

O Snapchat pode já ter passado a sua era de ouro, mas foi um aplicativo que ajudou a definir várias das ideias modernas de redes sociais em dispositivos móveis – incluindo conteúdos que desaparecem depois de vistos e o formato vertical de mídia.

O app foi lançado originalmente em setembro de 2011 e contabiliza mais de 187 milhões de usuários atualmente – apesar da concorrência do Instagram Stories ter desacelerado consideravelmente seu crescimento.

YouTube

Cerca de metade de todo o tráfego de dados mobile do mundo é atualmente dedicado a vídeos. São várias plataformas que ajudaram a popularizar o formato, mas o YouTube é, definitivamente, a rainha delas.

Com mais de 1,9 bilhão de usuários mensais, a plataforma chegou ao iPhone antes mesmo da App Store, através de um player web. Desde 2010, no entanto, ela está na loja de apps, onde se tornou o terceiro app mais baixado da história.

E apesar da investida de empresas como Facebook e Amazon no setor, é difícil imaginar alguém superando a importância do app para o ecossistema de vídeos tão cedo.

Facebook

Para muitos usuários, o aplicativo do Facebook é uma das ferramentas mais importantes do smartphone – e um dos primeiros app abertos no começo do dia. É nele que usuários se atualizam sobre notícias, eventos, atualizações de amigos e familiarem e se comunicam com seus contatos.

Com 2 bilhões de usuários mensais ao redor do mundo, não é atoa que o app liderou a lista dos aplicativos gratuitos mais baixados do iOS por bastante tempo, e continua sendo um dos mais populares apps da ferramenta.

Angry Birds

Lançado pela finlandesa Rovio em 2009, Angry Birds é um dos games mais reconhecidos da história em plataformas móveis, com uma jogabilidade simples e divertida.

Juntas, todas as versões registraram mais de 3 bilhões de downloads e foram essenciais para popularizar os jogos em smartphones

A popularidade do game foi tão grande que motivou spin-offs, incluindo Angry Birds Star Wars e Transformers, e até um filme.